Páginas

sexta-feira, 7 de março de 2014

As tais das Provas Escolares

Bom Dia Galerinha Animada!

Vamos lá, que neste momento ânimo é o quê não pode faltar!!! Inicia-se a fase de provas para a minha filhota!!!

Questionadas como forma de avaliação acadêmica/pedagógica, as tão temidas provas acabam sendo, mesmo, o recurso mais utilizado pelas escolas para medir e registrar o desenvolvimento  e evolução dos alunos. Na escola em que a Laura estuda, as provas começam a valer, realmente, a partir do terceiro ano do ensino fundamental. Antes disso, as crianças são "ambientadas" e acostumadas à proposta através das "atividades-segredo", que não são definitivas para a avaliação final.

Na próxima semana teremos nossa primeira vez... Ansiedade, certamente! Mais minha do que dela!!! E, juro, estou estudando com ela, e tentando não transmitir esta ansiedade toda. Afinal, é uma coisa da qual ela não pode escapar e quanto mais segura e tranquila estiver se sentindo, melhor!

E confesso: no primeiro dia em que sentamos juntas para estudar - PÂNICO - ela não sabe nada, não prestou atenção em nada, não lembra de nada... O que eu devo fazer?!?! A Laura sempre se divertiu na escola. E sempre fiz questão disso! Estudar, aprender, não pode ser uma tortura. Mas as vezes a gente se questiona se não virou brincadeira de mais e nos esquecemos da parte séria? Sério, comprometido, responsável, não precisa ser chato e torturante, mas precisa ser em si Sério, Comprometido e Responsável, certo? Outro problema: NÃO SOU PROFESSORA, não sei como fazer, nem por onde começar?!?!  Experiência própria: muita calma nesta hora, respire fundo e pense como você gostava de estudar, como você sentia mais eficácia no seus estudos, o que você gostaria que tivessem feito como você para ajudar na hora das provas???

Nós nos organizamos assim: um dia para cada matéria, organizados conforme o calendário das provas... Lemos, escrevemos palavras-chave e fazemos anotações do que achamos realmente importante, simulamos exercícios e refazemos exercícios já feitos em sala de aula. Daquilo que temos dúvidas, pesquisamos na internet. Já aquela matéria que identificamos ter maior dificuldade, enfatizamos mais, repetidas vezes, de diferentes maneiras. Me preocupo um pouco com a concentração da Laura na hora de executar as provas... mas bem, quero acreditar que não seja característica exclusiva da minha filha... Bom, vamos ver como ela vai se sair. Conto depois, ok?


BJKS Barulhentas de um dia com muita chuva...