Páginas

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

PRATO CHEIO DE IDEIAS

Por Fabiane - Chef do Restaurante Hilda G Gastronomia 

Tenho três filhos, Francisco de 10 anos, Joana de 08 e Antônio de 03 e, adivinhem, não é fácil contentar essa turminha na mesa, mesmo sendo chef de cozinha tenho problemas com alimentação de meus filhos.
Escolhi esse assunto porque são comuns queixas da falta de apetite, cardápio muito restrito e falta de ideias para tornar a alimentação um prazer e não um tormento família...r. Alegro-me ao ver crianças comendo com vontade e experimentando novos ingredientes sem preconceitos. Acredito que está em nossas mãos o poder de ampliar o paladar de nossos filhos para que sejam adultos saudáveis e desenvolvam uma bagagem gastronômica capaz de permitir que se adaptem ao ambiente multicultural que o futuro irá lhes trazer.
Então selecionei algumas DICAS que tem funcionado em minha casa:
PRIMEIRA, a melhor maneira de incentivar uma criança a comer de forma saudável é darmos o exemplo. Então, não expresse opinião negativa sobre ingredientes que você não gosta. Experimente novos sabores e incentive seu filho a fazer o mesmo. Quanto mais cor no prato melhor para apresentação e para a saúde da família.
SEGUNDA, o paladar de uma criança é muito apurado e sensível, muita ATENÇÃO ao sal, a pimenta e aos excessos de temperos. A introdução ao mundo de sabores deve ser gradual.
TERCEIRA, envolva a criança no processo de compra de frutas, verduras e na medida do possível na elaboração de algumas etapas do preparo da refeição. Eleja a fruta predileta da família, crie campeonatos com desafios de olfato e paladar. A dica de ouro é comprar frutas da estação, pois terão melhor sabor e doçura “a primeira impressão é a que fica”, mas nada de apelar para o açúcar (deixe isso pra avó).
Cultivar vegetais também pode auxiliar, e nesse jogo vale até o copinho com algodão úmido e feijão. Ao viajar, tendo oportunidade visitem lavouras, pomares, conheçam animais mostrem de onde vem a comida. Isso poderá ser um grande aliado na eterna briga dos pais para ver um prato vazio na frente de seus filhos.
Minha ÚLTIMA DICA, e certamente a mais difícil, tente manter o convívio da família na hora das refeições, lugar tranquilo também ajuda e com a menor interferência de aparelhos eletrônicos.