Páginas

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Prevenindo a Anemia

Mãe blogueira não só publica, mas segue muitos outros blogs, não é mesmo?
Esta matéria, escrita pela nutricionista Mariana Canassa da Silva, da UGF - SP, publicou o texto abaixo no blog da Klin, sobre alimentação e anemia.

"Garantir a saúde da criança começa durante a gestação, a futura mamãe deve estar saudável e realizar o pré-natal. Assim que o bebê nascer o segundo passo é garantir que ele tenha a amamentação exclusiva durante os seis primeiros meses de vida, lembrando que, principalmente durante a amamentação, a qualidade de alimentação da mãe é fundamental.

Após os seis primeiros meses de vida, outros alimentos começam a fazer parte do cardápio diário da criança e assim o controle de ferro será realizado através de uma boa alimentação, garantindo um ótimo crescimento e desenvolvimento.

A deficiência de ferro atinge cerca de 2 bilhões de pessoas no mundo, e de cada dez crianças brasileiras com menos de cinco anos, seis sofrem de carência deste mineral. Os pais devem se preocupar em fornecer a criança, alimentos ricos em ferro, que pode ser encontrado em alimentos como carne de vaga, frango e peixe, gema de ovo e em outros alimentos não animais como feijão, soja, lentilha, ervilha, espinafre, brócolis, couve e verduras verdes escuras.

A absorção de ferro é aumentada pela ingestão de alimentos que contenham o ácido ascórbico ou acido cítrico. E alguns alimentos diminuem a absorção do ferro como por exemplo, o leite de vaca, alguns chás, entre outros.

A palidez pode ser considerada um dos principais sintomas da deficiência deste mineral, porém pode ocorrer também descamação da pele e desejo de comer substancias estranhas como terra, além disso, observa-se fraqueza, cansaço, sonolência, tontura, dificuldades para respirar, aceleração dos batimentos cardíacos e em casos mais graves podem ocorrer também irritabilidade e anorexia."